Informações

Suspensas ligações aéreas com África do Sul, Portugal e Brasil

PARA EVITAR IMPORTAÇÃO DE NOVAS VARIANTES DO VÍRUS DA COVID-19

A partir da meia-noite do dia 24 de Janeiro, o Governo vai suspender temporariamente as ligações aéreas com as repúblicas da África do Sul, Portugal e Brasil, para impedir a entrada ao país das novas variantes do vírus SARS-COV-2 que já circulam nestes países e tantos outros a nível do mundo. 

O ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, em conferência de imprensa esta quinta-feira, 14 de Janeiro, para apresentação de novas medidas temporárias para o controlo da pandemia, disse que a suspensão começa dia 24 Janeiro para permitir que cidadãos angolanos e estrangeiros residentes que queiram regressar ao país possam fazê-lo dentro desse período.

Após ao desembarque, os passageiros deverão ser testados no aeroporto e os que tiverem resultado positivo serão submetidos a isolamento institucional, enquanto os negativos cumprirão a quarentena domiciliar durante 10 dias. Os incumpridores, caso sejam denunciados, pagarão uma multa que vai de 150 a 200 mil kwanzas.

Adão de Almeida disse que a suspensão é temporária e o seu fim dependerá da evolução epidemiológica desde países.

“A ideia é que as instâncias competentes façam avaliação da situação, e em função desta avaliação decidir-se-á sobre que alterações devem ser feitas, nomeadamente a redução da lista dos países com voos suspensos ou eventualmente o aumento desta lista”, esclareceu.

O ministro de Estado e Chefe da Casa da Civil do Presidente da República recordou que Angola está sob cerca sanitária e mantém as fronteiras terrestres e marítimas encerradas.

Na conferência de imprensa, realizada no Centro de Imprensa Aníbal de Melo (CIAM), estiveram igualmente os ministros do Interior, Eugénio Laborinho, da Saúde, Sílvia Lutucuta, e dos Transportes, Ricardo De Abreu.